NDCs: O que isso significa para as grandes cidades da América Latina?

Workshop de encerramento - fechado

Outubro 19 Quinta-feira

Data/hora

19 de Outubro de 2017, 8:30 - 17:15

Lugar

COR - Centro de Operações Prefeitura do Rio, Sala de Crise, Rua Ulysses Guimarães, 300 - Cidade Nova, Rio de Janeiro, Brasil. Para a página de Internet ›

Tipo

Workshop

O objetivo dessa série de workshops é ajudar governos nacionais e municipais selecionados na América Latina a fortalecer um processo de diálogo para alinhar a NDC nacional com as iniciativas do governo municipal sobre mudança climática.

Também disponível em Deutsch, English, Español

O sucesso histórico do Acordo de Paris deve ser creditado às contribuições nacionais determinadas (NDCs) dos países responsáveis ​​por mais de 95% das emissões globais. As NDCs constituíram um grande esforço dos governos nacionais que projetam os aumentos esperados das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) nas próximas décadas e prometem reduções de tais emissões para limitar o aumento da temperatura global até 2oC.

Diferentes países propuseram diferentes estratégias e abordagens para reduzir as emissões. Na esmagadora maioria dos casos, as NDCs foram determinadas apenas pelos Governos Nacionais. Certo nível de consulta existia em muitos, ou na maioria dos países, mas o envolvimento de entidades subnacionais era essencialmente nulo. Isto pode ser entendido dado o tempo e a pressão que as NDCs foram construídas e também, mais relevante, o fato de que a maioria das decisões que afetam as futuras emissões de carbono de um país são responsabilidade dos governos nacionais: o mix de energia, a porcentagem de renováveis, padrões de emissão, combustíveis padrões e muitos outros.

Muitas outras decisões, no entanto, são responsabilidade dos governos subnacionais e locais - incluindo políticas de transporte, design de cidade, gerenciamento de resíduos, códigos de eficiência de construção, comportamento e práticas do consumidor etc. As cidades, em particular, têm uma contribuição crucial para ajudar os países a chegarem a um acordo climático de escala global. Para começar, metade da população mundial vive em cidades, uma parcela que chega a 80% na América Latina. As cidades geram mais de 80% do PIB mundial, são responsáveis ​​por cerca de 70 a 80% da energia consumida e geram três quartos das emissões de GEE relacionadas à energia. Essa concentração de pessoas, bens construídos e atividade econômica torna as cidades particularmente vulneráveis ​​aos impactos das mudanças climáticas. Esta mesma concentração torna mais atraente e mais rentável centrar a ação de mitigação (e de adaptação) nas cidades.

O objetivo dessa série de workshops é ajudar tanto os governos nacionais como os governos municipais selecionados na América Latina a fortalecer um processo de diálogo para alinhar a NDC nacional com os planos e iniciativas existentes do governo municipal sobre mudança climática, que podem ter sinergias entre si.

Parece apropriado iniciar o exercício com um número selecionado de países e (mega)cidades na América Latina. A Região possui duas megacidades com planos climáticos particularmente fortes - Cidade do México e Rio de Janeiro. Outras duas grandes cidades a serem incluídas são Buenos Aires e Lima.

O projeto é resultado da colaboração entre o Programa Regional Segurança Energética e Mudanças Climáticas na América Latina da Fundação Konrad Adenauer (EKLA-KAS) e o Instituto Internacional para a Sustentabilidade (IIS).

Depois de um ano de atividades na Argentina, México e Peru, realizaremos um workshop de encerramento no Rio de Janeiro, com participantes dos 4 países, a fim de debater os resultados do estudo comparativo.

Informações sobre inscrições pelo e-mail Karina.Marzano@kas.de

Vagas limitadas.

Programa

  • Credenciamento
    • 8h30 – 9h - Recolhimento de assinaturas dos participantes previamente inscritos.
  • Boas-vindas
    • 9h – 9h10 - Christian Hübner (EKLA-KAS)
  • Apresentação IIS: NDCs e Cidades Latino-americanas: Os Casos do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte
    • 9h15 – 10h - Sergio Margulis (IIS)
  • Pausa
    • 10h – 10h15
  • Debate entre participantes: Como harmonizar as metas da NDC Brasileira com os Planos Climáticos das cidades e vice-versa?
    • 10h15 – 11h50 - Moderação: Karina Marzano (EKLA-KAS). Incentivamos a participação ativa de todos os especialistas no debate.
  • Visita guiada ao Centro de Operações do Rio
    • 11h45 – 12h15
  • Apresentação dos resultados do estudo: NDCs: O que isso significa para as grandes cidades da América Latina?
    • 13h30 – 14h15 - Sergio Margulis (IIS)
  • Apresentações da Argentina, Brasil, México e Peru
    • 14h15 – 15h30 - 10 minutos cada
  • Pausa
    • 15h30 – 15h45
  • Debate sobre os resultados finais
    • 15h45 – 17h15 - Moderação: Sergio Margulis (IIS)
  • Encerramento
    • 17h15 - Christian Hübner (EKLA-KAS)

Itinerário

Vista ampliada do mapa

Logo Programa Regional EKLA KAS portugués

Contatos

Karina Marzano Franco

Coordenadora de Projetos

Karina Marzano Franco
Tel. +55 21 2220 5441
Fax +55 21 2220 5448
Idiomas: Português,‎ Deutsch,‎ English,‎ Español,‎ Français

Parceiros

Instituto Internacional para Sustentabilidade (IIS)