Contribuições aos eventos

“A cooperação com o novo governo brasileiro é possível”

de Lucas Lamberty

Dr. Gerhard Wahlers, Secretário Geral Adjunto da KAS, em visita ao Brasil

Três meses depois do início do novo governo, o secretário geral adjunto da Fundação Konrad Adenauer, Dr. Gerhard Wahlers, encontrou-se no Brasil com representantes do alto escalão do governo, Parlamento, Judiciário, setor privado e sociedade civil, com os quais manteve diálogos. Ao fim da sua visita pronunciou-se em favor de um relacionamento construtivo com a administração Bolsonaro.

O secretário geral adjunto advertiu contra a impropriedade de uma avaliação demasiado precoce do governo Jair Bolsonaro. “Ao menos meus interlocutores me transmitiram que a democracia não corre riscos no Brasil”, afirmou. Muito pelo contrário, haveria em partes da população um certo clima de recomeço. “A cooperação com o novo governo brasileiro é possível”, afirmou Wahlers ainda no Brasil. Na sua opinião, um Brasil próspero e estável interessaria a Alemanha, enquanto aliado internacional de peso.

Em outubro de 2018 Jair Bolsonaro venceu surpreendentemente as eleições presidenciais no Brasil, horrorizando muitos observadores europeus. Desde a sua posse em janeiro de 2019, o governo enfrenta uma repercussão negativa na imprensa internacional - sobretudo na Alemanha. Antes da sua eleição, Bolsonaro tivera durante 28 anos um assento no parlamento brasileiro como deputado de segunda linha. Ele é considerado um populista de direita. A sua eleição foi a reação a uma crise econômica de vários anos, que atingiu o país, e à perda de confiança nas elites políticas tradicionais. A corrupção no Brasil aumentou nos últimos anos. Atualmente, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), cumpre uma pena prisional de doze anos por corrupção.

O presidente Bolsonaro e integrantes do primeiro escalão, como o ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, continuam produzindo irritações com manifestações de cunho populista - provavelmente também para assegurar a coesão da sua base eleitoral comparativamente heterogênea. Ao mesmo tempo Bolsonaro logrou compor um governo ambicioso de tecnocratas e ex-generais, que pode promover com seriedade as reformas urgentemente necessárias no Brasil. O governo enfrenta grandes desafios. Precisa reformar o sistema de seguridade social, que conduz a elevados déficits fiscais, precisa combater a corrupção e precisa restituir a segurança no país, que anualmente contabiliza 60.000 mortes em decorrência da criminalidade.

No âmbito da sua visita, Wahlers encontrou-se na capital federal Brasília com Sergio Moro, “superministro” da Justiça e Segurança Pública, Paulo Guedes, “superministro” da Economia, bem como Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Além disso, conversou com Davi Alcolumbre, presidente do Senado, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, com José Antonio Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, bem como com a liderança do partido parceiro da Fundação Konrad Adenauer, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). No Rio de Janeiro a programação incluiu também encontros com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o conselho do think tank CEBRI e representantes do setor privado.

Wahlers participou também da conferência anual regional dos diretores da Fundação Konrad Adenauer na América Latina. Esta foi realizada no corrente ano sob o título “Nacionalismo e ordem mundial multilateral - desafios para as democracias na América Latina e na Europa”. A Fundação Konrad Adenauer mantém 18 escritórios e programas na América Latina, que se empenham pelo desenvolvimento do continente em prol da democracia e do Estado de Direito, bem como pela cooperação estreita com a Alemanha.

No Brasil a Fundação Konrad Adenauer celebra nesse ano o seu jubileu cinquentenário. As ênfases da sua atuação estão na cooperação com os partidos parceiros PSDB e DEM (Democratas), no fomento do Estado de Direito no Brasil e da descentralização, no apoio de iniciativas em prol da justiça social e na inclusão do Brasil enquanto parceiro internacional relevante da Alemanha em foros multilaterais.

compartilhar

sobre esta série

A Fundação Konrad Adenauer, os seus órgãos e centros de formação e os seus escritórios no estrangeiro sugerem anualmente vários milhares de eventos sobre temas sempre diferentes. Em www.kas.de, informamos, de uma forma sempre actual e em exclusivo, sobre determinadas conferências, eventos, simpósios, etc.. É aqui que também encontrará materiais adicionais, como imagens, manuscritos de palestras, vídeos ou trechos áudio gravados, para além de um resumo dos conteúdos.