Publicador de Conteúdo

Evento

XVIII Forte de Copacabana - Conferência de Segurança Internacional

Does no War Mean Peace? International Security Strategies in a New Geopolitical World Order

Publicador de Conteúdo

Detalhes

FORTE_Header

A Konrad-Adenauer-Stiftung no Brasil promove o diálogo entre o Brasil e a União Européia, assim como a discussão sobre o papel do Brasil na região e no mundo. Desde 2004 a KAS e seus parceiros CEBRI  - Centro Brasileiro de Relações Internacionais - e a Delegação da UE no Brasil organizam a maior conferência de segurança internacional da América Latina, "Forte de Copacabana". Este ano, devido às circunstâncias especiais, o evento acontecerá mais uma vez virtualmente.

Acesse aqui

 

programa

Boas-vindas

*10:00 Brasília / 15:00 Berlim

Júlia Carneiro: Mestre de Cerimônia, jornalista e correspondente internacional

 

Abertura

Anja Czymmeck: Representante da Fundação Konrad Adenauer (KAS) no Brasil, Alemanha

José Pio Borges: Presidente do Conselho Curador do CEBRI, Brasil

Ignacio Ybáñez: Embaixador da União Europeia no Brasil, UE

 

Painel de Abertura: Ausência de guerras significa paz? Estratégias de segurança internacional em uma nova ordem geopolítica mundial

*10:20 Brasília / 15:20 Berlim

A Globalização está alterando a natureza do risco. Sistemas naturais e sociais — do clima a energia, alimentos, água e economias — estão fortemente interligados. A segurança internacional e a gestão global de risco devem implementar estratégias eficazes em uma nova ordem geopolítica mundial. Esta mesa busca analisar a gestão global da crise sob a ótica tradicional da segurança, considerando, primeiramente, o desempenho histórico necessário das Forças Armadas em países latino-americanos e europeus. Posteriormente, busca analisar como alianças transnacionais entre países podem aprimorar estratégias de defesa relativas a diversos tipos de ameaças e, por sua vez, como a tecnologia e o ambiente virtual podem promover soluções ou mecanismos que instiguem respostas a situações de crise. É necessário o foco individual para avaliar ameaças interconectadas e aumentar a resiliência globalmente.

 

Annegret Kramp-Karrenbauer: Ministra da Defesa, Alemanha

Javier García Duchini: Ministro da Defesa, Uruguai

Stefano Sannino: Secretário-geral do Serviço Europeu para a Ação Externa - SEAE, UE

Guilherme Mattos de Abreu: Contra-almirante, Representante do Ministério da Defesa, Brasil

MODERADOR = Henning Speck: Assessor de Política Externa e Segurança do Grupo Parlamentar CDU/CSU, Alemanha

 

Painel 1 – O nexo civil-militar: gestão global de risco e o papel das Forças Armadas

*14:00 Brasília / 19:00 Berlim

Existem três elementos comuns às crises: i) uma ameaça; ii) o elemento surpresa, e iii) um tempo curto para decisões. Para que ameaças as Forças Armadas estão se preparando? O principal objetivo deste painel é apresentar uma análise do papel das Forças Armadas em países da América Latina e da Europa. É importante discutir como diferentes processos históricos recentes deram origem à construção de uma relação multifacetada e funcional entre civis e líderes militares. Por outro lado, buscamos selecionar boas práticas que favoreçam mudanças em direção a melhor reputação e parceria entre militares e civis.

Thomas Silberhorn: Vice-ministro, Ministério da Defesa, Alemanha

Giovanni Manione: General de Divisão, Vice-Diretor do Estado Maior da União Europeia, UE

Luis Mauricio Ospina Gutiérrez: General de Divisão, Diretor da Academia Militar da Colômbia, Colômbia

Danielle Jacon Ayres Pinto: Vice-Presidente da Associação Brasileira dos Estudos de Defesa ABED, Brasil

MODERADORA = Monica Hirst: Professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e da Universidad Torcuato di Tella, Argentina

 

 

17 de Setembro: 2° Dia de Conferência

 

Painel 2 – Superando a insegurança: multilateralismo e o papel de alianças transnacionais de segurança

*10:00 Brasília / 15:00 Berlim

Alianças transnacionais representam importante apoio e segurança para países em situação de insegurança. Além disso, tais parcerias fortaleceram a iniciativa de acordos de cooperação em áreas transversais, trazendo benefícios às partes envolvidas. O objetivo deste painel é debater o papel de Alianças Transnacionais de Segurança e como promover uma gestão mais eficiente para minimizar o impacto financeiro da crise econômica pós-pandemia nos orçamentos de defesa, bem como analisar o papel do investimento em novas tecnologias de defesa em apoio às Forças Armadas na preparação para cenários de incerteza ou de ameaças, e fortalecer a cooperação internacional na área de defesa e segurança internacional.

Joanneke Balfoort: Diretora de Políticas de Segurança e Defesa SEAE/SECDEFPOL, UE

Cristián Castaño Contreras: Diretor-geral do Centro de Estudos Estratégicos e de Governo, México

Ronaldo Carmona: Professor da Escola Superior de Guerra e Senior Fellow do CEBRI, Brasil

MODERADORA = Daniela Braun: Analista de Política Externa e de Segurança, KAS, Alemanha

 

Painel 3 – Mudando o jogo: respostas cibernéticas a situações de crise

*14:00 Brasília / 19:00 Berlim

De maneira geral, o surgimento de uma ordem geopolítica global complexa e interdependente tem contribuído para o aumento da prosperidade e da segurança global. No entanto, fatores como pandemias, terrorismo, mudanças climáticas, nacionalismos, extremismos, perda de biodiversidade, emergências de escassez e o aumento da resistência a antibióticos em todo mundo, entre outros, impõem sérias ameaças e tem o potencial de causar crises e situações de emergência. Este painel irá contemplar a resposta a emergências, análise de boas práticas, capacitação de segurança internacional e estratégias de recuperação. Embora a gestão de riscos seja essencial e deva fazer parte de qualquer plano de resposta, respostas cibernéticas e soluções técnicas estão sendo muitas vezes negligenciadas. Os especialistas irão analisar casos anteriores e identificar melhores práticas, bem como as deficiências deste cenário.

 

Diego de Ojeda García-Pardo: ​​​​​​​Chefe da Unidade de Coordenação de Implementação da Política Externa, Segurança e Defesa, União Européia

Kaan Sahin: Assessor Estratégico para Diplomacia Cibernética, Ministério das Relações Exteriores, Alemanha

Carolina Sampó: Pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Técnica (Conicet), Argentina

Jeimy J. Cano: Professor da Escuela Superior de Guerra, Colômbia

MODERADOR = André Clark: General Manager da Siemens Energy Brazil e Conselheiro do CEBRI, Brasil

 

Encerramento

*15:15 Brasília / 20:15 Berlim

Ignacio Ybáñez: Embaixador da União Europeia no Brasil, UE

José Pio Borges: Presidente do Conselho Curador do CEBRI, Brasil

Anja Czymmeck: Representante da Fundação Konrad Adenauer (KAS) no Brasil, Alemanha

 

compartilhar

Publicador de Conteúdo

adicionar ao calendário

foro

Conferência Virtual

Publicação

XVIII. Forte de Copacabana: Conferência de Segurança Internacional nos dias 16 e 17 de setembro de 2021
leia agora
contato

Aline Bruno Soares

Aline Bruno Soares bild

Coordenador do Projeto de Relações Internacionais

aline.soares@kas.de +55 21 2220 5441 +55 21 2220 5448

Publicador de Conteúdo

Publicador de Conteúdo